Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zurraria - Dizem-me que aqui se escrevem coisas...

Zurraria - Dizem-me que aqui se escrevem coisas...

08
Jan06

Começou a campanha!

Pedro Guerreiro
Acabou a brincadeira, crianças. Começou a verdadeira campanha eleitoral. E eis que: Cavaco Silva comprou 9263 livros e desconfia saber, finalmente, qual será a função de Presidente da República. Boatos correm que esse facto irá aproximá-lo ainda mais dos portugueses e se repercutirá nas tendências de voto dos eleitores. “Um P.R. é uma pessoa que viaja muito” – terão sido as palavras de Cavaco. A equação correspondente é a seguinte: (x-y=w;x%-y;xy/y) Confirma-se.
Mário Soares começou a campanha pelos lares de 3ª idade. Alguns idosos com menos 30 anos do que Soares revoltaram-se com o candidato socialista, dizendo que também querem ser candidatos. Soares ripostou convincentemente:
- Um dos grupos do Partido Socialista é o Partido Socialista. (…) Não, não foi o líder do PP que disse isso. Foi o líder do CDS que disse isso, o senhor Ribeiro e Castro! Ele é deputado do Partido Socialista ainda por cima. E é feio, não é bonito – (discurso verídico). Os idosos com menos 30 anos tornaram-se cavaquistas convictos.
Manuel Alegre começou a declamar poesias ofensivas contra os outros candidatos:
“O Bochechas tirou-me o lugar
Por causa do gay, grande macaco,
Prá casa de banho vou chorar
‘que já ganhou’ o Cavaco”
Os “apoiantes alegres” conferem Alegre como o 1427934º melhor poeta de sempre em Portugal, a seguir ao Chico talhante da Madragoa. O autor de “Cão como nós” afirmou:
- Espero passar à segunda volta da Presidência Poética, embora reconheça a dificuldade, e o potencial poético de Jerónimo, Louçã e Cavaco. No entanto, o romantismo deles está completamente ultrapassado. Quanto a mim, podem contar com um neo-realismo acentuado, a bem do povo, que esta é uma candidatura Livre, Justa e Fraterna.
Jerónimo e Louçã são as candidaturas mais constrangedoras. Jerónimo foi encontrado em sua casa, com várias criancinhas amarradas, e um caldeirão de água ao fogo. Foi levado imediatamente para a PJ e está a ser interrogado.
Com Louçã, não conseguimos contactar. No jantar comício que decorreu ontem à noite tentámos romper por entre uma densa névoa de fumo, para chegar a Louçã, infrutiferamente, no entanto. Um cheiro intenso no restaurante e tamanha densidade de fumo, leva-nos a pensar que pode ter decorrido um incêndio na cozinha do restaurante.

PS: Por uma questão de princípio, não falo daquele senhor que apareceu agora e tem nome de árvore, porque o não considero candidato, e também porque o cabelo dele me enoja, quer dizer, principalmente por isso.

5 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Zurras Mail

zurraria@gmail.com

Zurraria

Para além de ocuparmos espaço na net, não fazemos mais nada...

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2006
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2005
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D