Zurrar!Pelo génio de Nuno Costa / Seg, 12 Dez, 2005 às 17:46

Acordei, levantei-me cinco minutos depois... Estava um belo dia: passarinhos a cantar, sirenes de ambulâncias a exprimir o seu estado de aflição e "vizinhos" ao gritos, o sol brilhava, estava quentinho... Depois... comecei a sentir-me estranho, lembrei-me do que me tem afligido nos últimos dias, mas afligido mesmo à séria, insónias, suores frios, um terror... comecei a ficar preocupado... o que se estava a passar é demasiado terrivel para um simples ser-humano, está bem... eu sei que sou um tipo com uma certa sapiência e capacidade intelectual.... mas, de qualquer forma, há coisas que acontecem insuportáveis... Perdi toda a vontade de ir à escola... mas a responsabilidade falou mais alto... e lá fui, numa esperança desmedida de que me fosse esquecer daquele "problema". Mas não. Ao chegar à capital algarvia, lá estavam eles... sorridentes, assustadoramente sorridentes, risos maquiavélicos, a olhar para mim... pior, estavam perto uns dos outros numa sequência lógica... fiquei perturbado... com vontades estranhas de tornar-me um serial killer para acabar com este pesadelo... resisti e tentei aliviar a tensão... "afinal não sou o único com este sentimento de revolta, existem pelo menos mais 10 milhões só no nosso país...", pensei. Resultou. Fiquei aliviado...
A aula estava interessante, como sempre; estava entretido: o jogo do galo ocupava-me a cabeça o suficiente... senti um arrepio... tinha ouvido aquela palavra outra vez! Não me afectou... tinha acabado de perder o jogo do galo pela 32ª vez e só pensava na vitória. Tive vontade de sorrir. "Afinal ainda ninguém proferiu os nomes" - pensei... aqueles malditos nomes! De repente ouvi uma sílaba que me assustou, não quis acreditar, tinha começado! Quando dei por mim, já estava dito o primeiro. E logo o pior: Mário Soares... às tantas veio o Alegre, o Louçã e o Jerónimo... fez-se silêncio. O estado de tensão voltou! Tentei mais uma vez aliviá-la e procurar um ponto positivo para não me sentir tão mal: "podia ser bem pior... pelo menos não disseram...." - CAVACO SILVA - gritou alguém do fundo da sala... Alguém lia os meus pensamentos; olhei pra trás... era uma rapariga linda, loira de olhos azuis, inteligente e lia os meus pensamentos. Fiquei feliz... achei estranho, no entanto, nunca ter visto tal pessoa ao fim de alguns meses de aulas... senti uma dor no rosto, e depois outra, depois uma voz: "acorda!!"... tinha ficado inconsciente ao ouvir "Cavaco Silva"...
Saudinha da boa....



Comentários:
De Anónimo a 13 de Dezembro de 2005 às 12:40
sEIja.... vou-te enCinar como se escreve sEija! não é sEija, é sEiGA!
JCArvalho...


De joana a 13 de Dezembro de 2005 às 01:16
Ah! já agra.. Viva o Manuel Alegre! :P


De joana a 13 de Dezembro de 2005 às 01:12
LOL. tá demais o texto.. e mt bem escrito :P continua assim..


De monica a 12 de Dezembro de 2005 às 22:09
ola, aki tou eu comentando...mas este sim merece ser lido, ta muito fixe, parabéns nuno!! ta muito engraçado.


De Sofia* a 12 de Dezembro de 2005 às 21:15
Oii!parabéns pelo texto..ta excelente!curti mt de o lêr!continua;)*


Comentar post

Zurraria
Para além de ocuparmos espaço na net, não fazemos mais nada...
Zurras Mail
zurraria@gmail.com
Energúmenos
Bruno Nunes
David Fernandes
João Carvalho
Nuno Costa
Pedro Guerreiro
Pedro Martins
Zurras FM
Sites Catitas
Zurros no Curral

O último zurro

Zurras FM - Foge Foge Ban...

Um belo par...

O adeus...

A morte anunciada do Fest...

Lily Allen prepara novo á...

Foto-Galeria Record

M.I.A - Paper Planes

"...if you're epileptic, ...

Dead Combo no Lux - falto...

Palha Antiga

Abril 2009

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds